Banco Central eleva limite de corretora de câmbio de U$$ 100 mil para US$ 300 mil

O Banco Central do Brasil, através da Resolução nº 4.811 de 30/04/2020, autorizou as instituições não bancárias a realizar operações de câmbio no valor de até US$ 300 mil. O limite anterior era de US$ 100 mil.

 

A medida, que entra em vigor imediatamente, atinge 80 instituições, como corretoras de títulos e valores mobiliários, distribuidoras de títulos e valores imobiliários e corretoras de câmbio.

 

“A medida cria mais canais para a realização de operações de câmbio, inclusive referentes ao comércio exterior brasileiro, com benefícios para a maior competição”, disse o Banco Centra (BC), destacando que, em 2019, 13,3% das operações de câmbio de exportação tinham valor entre US$ 100 mil e US$ 300 mil.

Já as operações de câmbio de importação da mesma faixa equivaliam a 9,2% do total dos contratos de câmbio de compras de bens e serviços do exterior.

Além disso, o CMN reduziu de US$ 3 mil para US$ 1 mil o limite para operação de câmbio realizadas com correspondentes cambiais, nas quais tanto a moeda estrangeira quanto os reais são entregues em espécie. A mudança entra em vigor 1º de julho.

 

Fonte: Valor Econômico.

Esta entrada foi publicada em Câmbio e comércio exterior, Capitais estrangeiros. Adicione o link permanente aos seus favoritos.